quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Que horas são

E o tempo estaciona.

Aquela velha concepção temporal
Passa a ser nula agora...
Minha mente abre um vácuo.
Um vácuo cheio de memórias;
Lembranças;
Passados.
Lapso crono-memorial.
O tempo deixa de ser abstrato,
Transforma-se em espaço.
Nada é arbitrário aqui:
Cenas e imagens mesclam;
Repetem;
Começam do fim, terminam no meio.
Talvez uns segundos de delírios.
Talvez uns segundos de lucidez.
Piscadelas. Mãos aos olhos.
Um longo e demorado bocejo...
E os olhos cansados focalizam
Um material metálico nos braços:
- Será que cochilei?

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Tempo, tempo, tempo...

Eu tinha um certo problema com tempo.
Na verdade, eu acho que é o tempo que tem problemas comigo.
Pois sempre me diz que estou atrasada, que não vai dar para fazer tudo que eu quero.
Que eu não tenho tempo!
Tenho certeza que é de cunho pessoal.
Impossivel uma pessoas ser tão sacaneada pelo tempo!
É um absurdo.


Já com o destino eu estou tranquila.
Ele vem atrás de mim quando precisa.
Eu não procuro, sei que tudo virá.
Mas não fico com os braços cruzados esperando.
Faço valer a pena cada reviravolta.


E caso o tempo um dia fique em paz comigo.
Estarei aqui, pronta para desfrutar de tudo que a falta de tempo não deixa.
Amor, amigos, festas, diversão, sono tranquilo, vida.
Plenitude.
Perfeita harmonia entre o ser, o destino e o tempo.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Um pequeno desabafo

Atualmente, vivemos em um mundo perfeito!Temos tudo o que precisamos.A tecnologia está presente em todos os setores da sociedade.O novo Deus chama-se mercado e o templo,shopping,a fé está baseada no tamanho da conta bancária, quanto maior o tamanho dela mais próximo de Deus você está.Sendo assim,podemos dizer que todas as pessoas são felizes,que todos vivemos em uma mesma realidade.Afinal,nos somos iguais e livres.
Mas é realmente isso que acontece?As crianças estadunidenses e africanas desejam as mesmas coisas?Dentro de uma mesma sociedade todos os indivíduos possuem oportunidades iguais?
A resposta para todas essas perguntas é muito simples,se resume ao não.A perfeição desse mundo está presente apenas na realidade de quem tem dinheiro para participar do sistema.A desigualdade social é escancarada e mesmo assim é ignorada.Enquanto as crianças americanas desejam o tennis novo da Nike as africanas desejam um pouco de água e comida para continuarem sobrevivendo.
Não digo isso fazendo apologia ao comunismo,mas dizendo a realidade da nossa sociedade.Muitas pessoas não conhecem o mundo de verdade,acham que a vida é como uma novela da Globo,onde no final tudo se resolve.

Eu e o vento

Nossa amizade começou estranha.. Ele rabiscava palavras nas nuvens, e eu, boba como sempre, tentava adivinhar se o que ele dizia era pra mim ou não.. Sempre pensava que era.. E ficava encantada com tudo aquilo..
Ele era perfeito, e estava em tudo. Sempre. Balançava meu cabelo da maneira como eu mais gosto, as vezes mais leve, as vezes mais tempestuoso. Mas sempre estava lá.. Quando eu acordava, estava na janela, me trazendo o cheiro das flores de primavera.. Quando a noite, me trazia lembranças suaves de amores que passaram..
Era amigo, me fazia companhia.. Quando sentava na janela , ele me acompanhava, e quando eu perguntava ou dizia alguma bobagem, ele em protesto, se calava.. O que eu queria era que nunca ele parasse, que nunca se afastasse de mim.. Sem ele, metade do meu mundo não faz sentido.. E mesmo se fizesse, sem ele não seria como é..
É dificil não tê-lo.. Eu preciso senti-lo, mesmo sem tocá-lo..Preciso saber que ele existe, que ele está lá fora, só esperando eu sair para me envolver..
Eu continuo aqui, parada, olhando fotos velhas e sonhando com amores platônicos que ele me traz.. E ele, bem, ele está solto por aí, sem dona, indo e voltando, suave ou bravio, perigoso e sedutor.. Escrevendo minhas frases de amor nas nuvens do céu..

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Não gosto de perfeição, não suporto regras, odeio essa sociedade que julgam alguém sem nem ao menos ter conhecido, que julgam pelo jeito que se veste que olham para o seu interior ao invés do exterior. Isso é tão ruim, tão complicado, são tantas regras, tantos objetivos que quase nunca te levam há nada. Algum dia isso terá que acabar, chega de regras, chega de pessoas que querem ser perfeitas o tempo todo, chega de objetivos. Essa sociedade precisa de pessoas normais, pessoas erradas, mas isso não vai acontecer, porque sempre vai ter alguém que se ache a pessoa mais perfeita do mundo me julgando o tempo todo falando que estou errada. Me deixe errar para que assim eu aprenda com meus erros. Deixe-me ser quem sou.

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Queria ser Palhaço
Pintar o rosto e fabricar risada
Palhaço é alegria, medo e vida
Queria os imensos sapatos
e neles tropeçar, cair sem ferimentos
Pequenos e bobos gesto, risadas

Palhaço para criança pequena e grande
Para nomes que conheço e desconhecidos
Mesmo com olhar triste, faz rir
Sonhos, fluir a infância em qualquer idade

Queria ser palhaço
Que ama
Que sofre
Que sorri
Que chora
Que lamenta
Mas…
quando pinta a face, metamorfose
transfigura-se e o mundo se transforma

Eu, sim, queria ser palhaço
Onde todos rissem para mim.

Devaneio

Não sei porque repentinamente meu coração ficou mergulhado na sombra da tristeza…
- É talvez efeito da solidão, respondeu-me a voz da razão .
Eu já estive solitário, mas jamais triste como agora.
Olho a noite embalsamada de perfumes primaveris e fico sem compreender a razão do ser dessa melancolia.
Tudo é belo, o por do sol, depois o luar cor de prata, a noite transparente e azul…
Você está presente em tudo, no luar cintilante que hoje me parece tão triste…
No sussurro da brisa que toca levemente os meus cabelos com suas mãos de sonhos…
Nas estrelas 
que piscam silenciosamente no céu…
Agora compreendo porque estou triste…
Você está em toda parte, mas não está ao meu lado, apesar de estar dentro de mim…
Minha alma tem frio e meu coração pulsa fortemente inquieto…
como se estivesse desfalecendo…
apagando aos poucos, como todos os sóis de minhas tardes sem você…
Morrendo de mansinho…como o riacho que se vai…
Ficando mudo…como a música que termina….

domingo, 1 de maio de 2011

De estilhaços

Talvez eu seja toda feita de cacos. Cada caco esparramado que eu faço questão de juntar. Tenho bolsos diferentes, para guardar cada um deles, cada qual com sua história, desde o momento mais doce até o mais tórrido e desnudo com o qual pude me deparar. Cacos de metades inteiras, mas que cortam com a mesma voracidade. Ah, teus inteiros! Me deixam confusa porque já não sou fã de novelas com final bonito de felizes-para-sempre. Também não gosto de mais ou menos, você sabe. Transito entre as extremidades dos momentos, e por isso meus cacos não tem se tornando paredes sólidas. São apenas cacos, e sou falha por isso? É assim que me diz. Talvez então se eu fosse outra. Talvez se eu não fosse apenas um pedacinho brilhante que corta, que fere, que deixa sangrar. E eu deixo porque meu orgulho não permite rendições.

Talvez se o meu caco fosse uma concha, linda e vazia perdida no mar. Talvez se essa soubesse amar. E eu não sei. Percebi que sou mais se, mais interrogativas, mais negativas, mais reticências, menos exclamações, nunca afirmativamente certa. Sou mais errada, mais bêbada, mais trêmula. Um vulcão a explodir na tua maresia.
Sou mais fogo, longe da brisa.
Sou o próprio fogo, talvez.
Que quebra o caco, que derrete o gelo. Mas nada sabe de amar, que nada sabe desse amor.

sábado, 26 de março de 2011

Guarda choro, Guarda chuva

Menina que chora cachoeira
Não chora não
Árvore de gota lá no céu 
Buraco poça
Aquarela no papel

Chuva gente corre
Cabelo encolhe
Chuva água escorre
Menina d’água faz chove
Quando chora

Chora cidade guarda chuva
Não guarda chuva
Não guarda sol
Quero chover também

Chuva me molha encolho
Fico do tamanho de mim
Banho de banheiro
Banho de cachoeira
Banho de chuáaaaa
Chuvaa

Guarda choro
Guarda chuva 
Guarda sol 
Guarda eu 
Me guarda

Aquela menina

Ela tinha um jeito estranho de olhar as coisas 
E era estranhamente linda
As vezes ficava meio zonza 
Quando as lembranças 
Brincavam de carrocel em sua cabeça
Ela foge e nem sabe de que 
Entre cores e postes
Ela finge que dorme 
Mas na verdade está triste 
Ela dança porque não sabe cantar 
E esconde um amor que mora longe 
Um dia eles dançaram juntos na chuva 
Ela lê sozinha seu livro de memórias
E aprendeu da pior forma que quem sonha demais... 
Morre afogado.. 
Em sonhos se afoga..

quinta-feira, 10 de março de 2011

Mais um pra você...

ADEUS...
Eu nunca quis te dizer adeus,
acredito que você deve estar pensando
que é só mais uma brincadeira de mal gosto,
eu também queria que fosse;
mas desta vez é pra valer!

Não teria coragem de olhar nos seus olhos
e te dizer adeus...
...porque quando olhasse para os seus,
nos meus lágrimas brotariam
e eu prometi para mim mesma
que não vou chorar,
então,escrevo para não falar.

Adorei te conhecer
e passar todo esse tempo do seu lado
foi muito especial,
nunca havia conhecido ninguém como você,
posso te garantir com toda com certeza
que você me fez muito feliz,
você me conquistou por completo
me fez ver a vida com outros olhos
me ensinou a amar
e dividiu comigo seus sonhos,
sei o quanto e como você confiou em mim!
Me fez importante e essencial,
me protegeu,
me amou e fez com que
eu te amasse tanto quanto me ama.

Não vou pedir que me perdoe por te deixar
só te peço que me entenda
vou quebrar quebrar nossa promessa
de nos amarmos para vida inteira
não esta sendo fácil pra mim,
sei que esta decepcionado comigo,
você esta na sua razão,
pode ate não acreditar
mais vou levar boas lembranças no coração.

No fundo do seu coração
você sabe porque estou partindo,
portanto,só quero dizer:
_adeus,se cuida, seja feliz
e por favor não vá chorar,
eu já chorei por nos dois.

terça-feira, 1 de março de 2011

"Às vezes a distância é preciso para juntar o que a proximidade separou..."